30 Voltas ao Sol da Escola Profissional de Música de Espinho Exposição Colectiva
30 Voltas ao Sol da Escola Profissional de Música de Espinho Exposição Colectiva

Comissariada por Constança Araújo Amador

De 25 de Setembro a 19 de Dezembro
Foyer do Auditorio de Espinho | Academia

Durante o ano lectivo 2019/2020, a Escola Profissional de Música de Espinho celebrou o seu 30.º aniversário. Em comemoração da data, um grupo de 30 ilustradores foi desafiado a criar uma obra que estabelecesse um olhar e relações com a escola, a música e a cidade. Esta última temporada de 2020 marca a apresentação do último ciclo da exposição 30 Voltas ao Sol da Escola Profissional de Música de Espinho, dando a conhecer os trabalhos dos últimos ilustradores.


Ana Hoo

A ANA HOO é um híbrido entre humano e mocho, que acredita ainda ser possível ganhar a vida a fazer desenhos.

David Penela

David Penela, ilustrador e devorador de piza em part-time. Passeia, vive e trabalha no Porto. Expõe de forma regular, individualmente e colectivamente desde 2007. O seu trabalho abrange os campos do desenho, ilustração e técnicas de impressão onde explora temas derivados da cultura popular e do seu próprio universo pessoal. Ultimamente tem utilizado stencil, tinta de spray sobre papel e explorado a textura do medium.

Diana Costa

Sou a Diana Costa, nasci no Porto, Portugal, em 1992. O Porto é a cidade onde vivo e trabalho. Sou licenciada em Artes Plásticas e Intermédia pela Escola Superior Artística do Porto, e mestre em Desenho e Técnicas de Impressão pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Artista e ilustradora. É através do desenho e da ilustração, da pintura e da experimentação de diferentes meios e técnicas que exploro texturas e padrões, a relação entre a cor e o preto e branco, e a criação de narrativas visuais.

Manuel Sá

Manuel Sá nasceu no Porto em 1990. É licenciado em Design Gráfico pelo Instituto Politécnico do Cávado e Ave e mestre em Ilustração e Animação pela mesma instituição. Da dissertação de mestrado resultou o projeto Tele-Sofia, uma animação tradicional com mais de 8000 desenhos, criada em regime de co-autoria e premiada como Melhor Animação Portuguesa de Estudantes e menção honrosa na Monstra (Lisboa) e Melhor Animação portuguesa na Mostrarte (Porto), em 2015. Expõe com regularidade desde 2012 em exposições colectivas de design, ilustração e desenho, a nível nacional. Em 2017, juntamente com Tiago Cepa, criou a Antecâmara Studio, um estúdio que desenvolve projetos nas mais diversas áreas do design.

Mariana Dimas

O meu nome é Mariana e nasci em Lisboa, em 1987. Cresci em Braga, voltei a Lisboa para estudar Ciências Farmacêuticas, e trabalhei vários anos “nos medicamentos”, quatro deles em Maputo. Sempre tive este amor muito grande pela fotografia e pelas artes plásticas – e a certa altura deixei comandar o coração. Ainda em Moçambique, comecei a pintar intuitivamente, e ao regressar a Portugal investi em formação. Hoje sou fotógrafa e ilustradora na HUND (agência de marketing digital), em Braga, estou a frequentar o segundo ano do Mestrado em Ilustração e Animação no IPCA, e desenvolvo os meus projetos autorais no pequenino tempo que me sobra. Sou observadora e apaixonada pelas pessoas, pela linguagem corporal. Tendencialmente desenho mulheres com olhos negros, sobrancelhas fortes, com expressões melancólicas, doces, pensativas e enigmáticas. Sei que estes rostos vertem influências da minha experiência em África, das pessoas que conheci e com quem me cruzei nas ruas. Gosto de pensar nas minhas personagens como que a posar para uma fotografia, para o mundo.

Ladeira

Ladeira nasceu no Porro em 1992 e quer acreditar que como o Rei, tem um coração de leão. Licenciado em Arte e Design pela Escola Superior de Educação de Coimbra, onde começou a atividade como ilustrador e artista plástico. Tem participado em várias iniciativas na área da ilustração com várias instituições como "Museu Municipal de Coimbra", "Licor Beirão", Revista Sábado", "Casa Pia" ou "Renault". É o ilustrator vencedor da 3ª Edição P´remio Literatura Infantil do Pingo Doce. Pariticpa regularmente em exposições individuais e coletivas. Trabalha como ilsutrador na empresa Boon Factory em Matosinhos.

Rui Almeida

Rui Almeida é licenciado em Artes Plásticas (FBAUP) e mestre em Multimédia (FEUP). Explorando áreas como o design, a ilustração e o vídeo, tem colaborado com várias entidades como o Laboratório de Ensino e Aprendizagem da FEUP, Clube Desportivo José Régio, "Os Fredericos" e a artista plástica Ann Hamilton. Fã de videojogos, gosta de replicar, pixel a pixel, a estética das suas duas gerações favoritas: 8 e 16-bit.

Teresa Arega

Sou artista interdisciplinar, com interesse em pintura, ilustração, fotografia e escrita criativa. Nasci na Ilha da Madeira em 1997 e sou recém-licenciada em Artes Plásticas, Pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. Actualmente, sou freelancer e vivo no Porto.

Vicente Nirō

Nascido na chuvosa terça-feira de Carnaval de 1991, gosta de se mascarar de ilustrador no dia a dia. É um folião por cinema de animação, desdobrando-se entre ilustrações estáticas e em movimento para contas as histórias que lhe passam pela cabeça. No seu trabalho usa uma paleta de cores digna de carro alegórico, mas não lhe peçam para dançar porque não sabe sambar.

A Associação